Mais um absurdo do incrível TCDF

Muitos políticos, juízes, promotores, procuradores e marajás dos três poderes parecem ter ligado o “f…-se” para o povo e não estão nem aí para a crise que assola o país e para o empobrecimento da população. Continuam defendendo seus aumentos salariais, privilégios, mordomias e benefícios como se estivessem acima dos cidadãos comuns.

Os conselheiros do Tribunal de Contas do Distrito Federal não fogem à regra. Recebem desde 2013 um imoral auxílio-moradia de R$4.377,73 mensais e agora conseguiram o reconhecimento do “direito” de receberem valores retroativos referentes ao período de 2009 a 2013. Sangria nos cofres públicos para beneficiar sete conselheiros, a maioria dos quais nenhuma pessoa séria e honesta gostaria de ver trabalhando em sua empresa ou em um órgão público: R$ 1,6 milhão.

O auxílio-moradia é uma imoralidade criada para aumentar salários de quem já ganha muito bem. Quem precisa de auxílio-moradia são os desempregados e os que têm baixa renda.

 

Leia também

1 comentário

  1. É uma imoralidade pagar auxílio moradia para “autoridades” locais que têm imóveis no DF e já ganham um absurdo de salário! Isso sem falar dos demais luxos, como carro particular com motorista, assessoria em excesso, despesas que são indenizadas e, pasmem, cargo VITALÍCIO! Ou seja, é um GRANDE NEGÓCIO ser conselheiro do TCDF!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *